Voltar

Base Nacional Comum Curricular, qualidade da educação e autonomia docente

Base Nacional Comum Curricular, qualidade da educação e autonomia docente (Versão 1.0)

Miniatura Uploads feitos por Daniel Fonseca e Caixeta, 30/07/20 17:14
Caros leitores, Contribuindo para a proliferação de vozes sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o número 107 da revista Em Aberto reúne um conjunto de autoras e autores que falam a partir de diferentes posições de sujeito, realizando análises variadas, alicerçadas em perspectivas teórico-metodológicas igualmente diversas. Os artigos da seção Pontos de Vista debatem a “razão da razão” dos estudos curriculares, as políticas educacionais no Brasil, o processo de elaboração da Base, sua implementação na etapa da educação infantil, o componente curricular de Ciências da Natureza, o nacional e o comum no ensino médio, o trabalho docente e se as reformas contribuem para a promoção da qualidade na educação. Na seção Espaço Aberto, duas entrevistas abordam a questão da qualidade: a primeira com ênfase no currículo comum e nas avaliações externas; a segunda, com destaque para os currículos do ensino e da formação dos professores. Há também o relato sobre a articulação entre o novo ensino médio e a BNCC no Distrito Federal. Complementando as abordagens apresentadas, a seção Resenhas e a seção Bibliografia Comentada trazem sugestões para o leitor interessado em aprofundar-se no tema.
Publicação: Revistas Revistas » Acervo Em Aberto Publicações em destaque
1 de 248

Versão 1.0

Última atualização por Daniel Fonseca e Caixeta
30/07/20 17:14
Estado: Aprovado
Caros leitores, Contribuindo para a proliferação de vozes sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o número 107 da revista Em Aberto reúne um conjunto de autoras e autores que falam a partir de diferentes posições de sujeito, realizando análises variadas, alicerçadas em perspectivas teórico-metodológicas igualmente diversas. Os artigos da seção Pontos de Vista debatem a “razão da razão” dos estudos curriculares, as políticas educacionais no Brasil, o processo de elaboração da Base, sua implementação na etapa da educação infantil, o componente curricular de Ciências da Natureza, o nacional e o comum no ensino médio, o trabalho docente e se as reformas contribuem para a promoção da qualidade na educação. Na seção Espaço Aberto, duas entrevistas abordam a questão da qualidade: a primeira com ênfase no currículo comum e nas avaliações externas; a segunda, com destaque para os currículos do ensino e da formação dos professores. Há também o relato sobre a articulação entre o novo ensino médio e a BNCC no Distrito Federal. Complementando as abordagens apresentadas, a seção Resenhas e a seção Bibliografia Comentada trazem sugestões para o leitor interessado em aprofundar-se no tema.
Baixar (1,9MB) Get
Histórico da versão
Versão Data Tamanho  
1.0 1 Mês atrás 1,9MB

Publicações mais Recentes

Resumo Técnico do Censo da Educação Superior 2018 ›

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realiza o Censo da Educação Superior e tem entre suas finalidades a de “promover a disseminação das estatísticas, dos indicadores e dos resultados das avaliações, dos estudos, da documentação e dos demais produtos de seus sistemas de informação” (Brasil, 2007, Anexo I).

Indicadores da qualidade na educação ›

Quem pode definir bem as orientações gerais sobre qualidade na escola, de acordo com os contextos socioculturais locais, é a própria comunidade escolar e, para ajudá-la na reflexão de sua qualidade, ...

Produção e utilização de indicadores educacionais metodologia de cálculo de indicadores do fluxo escolar da educação básica ›

Mostra a correção do modelo de fluxo escolar para o sistema educacional brasileiro, discutindo os conceitos e as formas de verificar a consistência desse modelo, e ainda, a utilização equivocada de ...