Voltar

Planos de carreira de professores dos estados e do Distrito Federal em perspectiva comparada 2019

Planos de carreira de professores dos estados e do Distrito Federal em perspectiva comparada 2019 (Versão 1.1)

Miniatura Uploads feitos por Geraldo Inácio, 10/06/19 11:50
Este artigo apresenta um estudo comparativo entre os planos de carreira dos professores da educação básica em 27 unidades federativas (UFs) do Brasil. Inicialmente, é apresentada a especificação do conceito de plano de carreira e uma revisão da legislação nacional sobre o tema. A seguir, é feita uma revisão da literatura com o objetivo de apresentar o estado da arte da pesquisa acadêmica. A terceira parte apresenta o modelo de análise dos planos de carreira em suas dimensões mais relevantes – estrutura, progressão e remuneração. A análise, com base no retrato dos planos de carreira dos professores das UFs, busca identificar as singularidades e as regularidades na carreira docente. Os achados da pesquisa indicam que os planos de carreira mantêm a prevalência de uma estrutura pouco rígida em termos de organização e jornada de trabalho – carreira única com jornadas variadas e possibilidade de ampliação da carga horária –, um peso excessivo em critérios de progressão tradicionais – titulação e tempo de serviço – e uma presença marcante de gratificações e de adicional por tempo de serviço na remuneração.
Publicação: Séries Séries » Textos para Discussão Publicações em destaque
1 de 76

Versão 1.1

Última atualização por Daniel Fonseca e Caixeta
05/08/19 12:03
Estado: Aprovado
Este artigo apresenta um estudo comparativo entre os planos de carreira dos professores da educação básica em 27 unidades federativas (UFs) do Brasil. Inicialmente, é apresentada a especificação do conceito de plano de carreira e uma revisão da legislação nacional sobre o tema. A seguir, é feita uma revisão da literatura com o objetivo de apresentar o estado da arte da pesquisa acadêmica. A terceira parte apresenta o modelo de análise dos planos de carreira em suas dimensões mais relevantes – estrutura, progressão e remuneração. A análise, com base no retrato dos planos de carreira dos professores das UFs, busca identificar as singularidades e as regularidades na carreira docente. Os achados da pesquisa indicam que os planos de carreira mantêm a prevalência de uma estrutura pouco rígida em termos de organização e jornada de trabalho – carreira única com jornadas variadas e possibilidade de ampliação da carga horária –, um peso excessivo em critérios de progressão tradicionais – titulação e tempo de serviço – e uma presença marcante de gratificações e de adicional por tempo de serviço na remuneração.
Baixar (1,9MB) Get
Histórico da versão
Versão Data Tamanho  
1.2 10 Meses atrás 1,5MB
1.1 1 Ano atrás 1,9MB
1.0 1 Ano atrás 1,6MB

Publicações mais Recentes

ATOS NORMATIVOS DO INEP ›

Em cumprimento ao art. 12 do Decreto nº 10.139, de 28 de novembro de 2019.

Base Nacional Comum Curricular, qualidade da educação e autonomia docente ›

Caros leitores, Contribuindo para a proliferação de vozes sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o número 107 da revista Em Aberto reúne um conjunto de autoras e autores que falam ...

Manual para Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais - Cine Brasil ›

O Manual para Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais apresenta a estrutura da Classificação Internacional Normalizada da Educação adaptada para os cursos de graduação e sequenciais do Brasil (Cine Brasil) ...