Censo da educação superior 13 de Julho de 2020

Instituições de educação superior podem fazer ajustes nos dados declarados no Sistema Censup até 31 de julho

Mais uma etapa do Censo da Educação Superior 2019 foi iniciada nesta segunda-feira, 13 de julho. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) abriu o período para as instituições de educação superior realizarem ajustes nos dados, se necessário, conforme as orientações do instituto. O Sistema Censup receberá ajustes nos dados até 31 de julho. A atribuição é do pesquisador institucional, que representa as instituições de educação superior, públicas e privadas, junto ao Inep.

A etapa ocorre logo após o Inep concluir as análises e respostas às justificativas de dados inconsistentes, entre 29 de junho a 10 de julho. Nesta edição, tanto o período de coleta quanto o de verificação foram prorrogados. Os prazos previstos no cronograma inicial do Censo Superior foram ampliados devido às restrições impostas pela pandemia de COVID-19. O cronograma da pesquisa estatística foi atualizado por meio da Portaria n.º 319, de 23 de abril. Durante todo o período, os pesquisadores institucionais têm à disposição uma série de materiais orientadores. Outros canais de comunicação, como e-mail e telefone, permanecem abertos.

Próximas etapas – Entre agosto e outubro, o Inep se dedicará à consolidação e à homologação dos dados, bem como à preparação das informações estatísticas para a divulgação do Censo da Educação Superior, prevista para ‪23 de outubro. O período de consolidação e homologação dos dados será de 3 de agosto a 4 de setembro. Em seguida, de 8 de setembro a 16 de outubro, o instituto trabalhará na preparação dos dados.

Censo da Educação Superior – A pesquisa estatística reúne informações sobre instituições de educação superior, cursos, docentes e alunos. O preenchimento do censo é pré-requisito para a expedição de atos regulatórios e para a participação das instituições de educação superior em programas do Ministério da Educação, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e as bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A pesquisa subsidia ainda a avaliação da educação superior, sendo insumo para o cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e do Índice Geral de Cursos (IGC), dois dos Indicadores da Qualidade da Educação Superior divulgados pelo Inep.

Saiba mais sobre o Censo da Educação Superior

Acesse o Sistema Censup