Publicações 28 de Novembro de 2019

Inep lança volumes 2 e 3 dos Cadernos de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira, 28 de novembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realiza o Seminário de Lançamento dos Cadernos de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais – volumes 2 e 3. Produzidos pela Diretoria de Estudos Educacionais (Dired) do Inep, os cadernos são voltados à análise, ao monitoramento e à avaliação de políticas públicas, programas e planos de educação.

Na oportunidade, será apresentado também um histórico do processo de monitoramento do Plano Nacional de Educação (PNE), de 2014 a 2024, com destaque para as atividades desenvolvidas no âmbito da Coordenação-Geral de Instrumentos e Medidas Educacionais (CGIME) do Inep, ressaltando as principais ações ao longo desses cinco anos do PNE. “O trabalho de construção do monitoramento e da avaliação do PNE não está inscrito em soluções automáticas. A tarefa de monitoramento requer uma complexa organização teórica, metodológica e tecnológica, especialmente concebida para esse fim”, ressaltou Gustavo Moraes, coordenador da CGIME.

A primeira seção do seminário, cujo tema é “Educação Superior e a Formação dos Profissionais da Educação”, será composta por quatro artigos. O primeiro se dedica a revisar a literatura, a partir de um balanço dos estudos sobre a pós-graduação de professores da educação básica. O segundo é uma análise da expansão da educação superior, com a construção de indicadores de eficiência, com bases nas estratégias do PNE. O terceiro artigo se dedica a compreender os desafios relacionados à evasão nos cursos de licenciatura. Já o quarto trabalho utiliza dados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) para descrever a associação entre a adoção de ações afirmativas e as mudanças no perfil das universidades.

A segunda seção irá tratar questões vinculadas à educação básica, como alfabetização, acesso, desempenho, relação entre abandono e características das escolas, educação profissional técnica e gestão democrática. O seminário também reservou espaço para apresentar e discutir estudos relativos ao financiamento educacional, com a apresentação de um panorama dos gastos públicos em educação no Brasil, no período de 2013 a 2016, e de um estudo que investiga o potencial do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) como instrumento de política educacional. Ao final, será apresentado um comparativo entre os procedimentos metodológicos e os resultados dos indicadores de monitoramento da Meta 17 do PNE.

Confira os Cadernos de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais