Enem 14 de Novembro de 2019

Método de correção das provas reconhece o conhecimento e a coerência do participante

A aplicação regular do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 chegou ao fim e os gabaritos já estão publicados. E agora? Muitos participantes têm dúvidas sobre como são calculadas as notas. No exame, o resultado não é a simples soma de acertos do participante, como ocorre nas provas escolares. A nota do Enem é obtida após um cálculo estatístico que leva em conta a coerência nas respostas de cada um. Isso significa que caso uma pessoa seja muito boa em matemática e acerte as questões mais difíceis, de modo geral, acerta também as questões fáceis daquela área.

Os procedimentos de análise dos itens e de cálculo das proficiências no Enem têm como base a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Essa metodologia permite acrescentar outros aspectos, além da quantidade de respostas corretas, tais como os parâmetros dos itens e a coerência do padrão de resposta do participante. Assim, duas pessoas com a mesma quantidade de acertos na prova poderão ter níveis de proficiência diferentes.

A metodologia foi estabelecida em 2009 para possibilitar o acompanhamento e comparação do desempenho dos estudantes. O cálculo estatístico da nota considera a combinação da coerência do padrão de resposta com o pressuposto da cumulatividade, e ainda, as características (parâmetros de complexidade) de cada item. Por isso, a anulação de um item, ou mesmo a aplicação de provas com itens diferentes, não compromete o processo de estimação da nota das pessoas.

As escalas de proficiência construídas por meio da Teoria de Resposta ao Item são cumulativas em termos de habilidades e de competências. Assim, participantes situados em um determinado ponto da escala dominam não só os conteúdos, habilidades e competências associados a esse ponto, mas também os conteúdos, habilidades e competências descritas nos pontos anteriores.

O cálculo estatístico da TRI permite dar uma pontuação maior para quem acerta os itens mais complexos da prova, e também os mais fáceis, mesmo que o número total de questões certas seja igual ao de alguém que marcou o mesmo número de respostas certas, mas para questões menos complexas.

Confira o Guia do Participante – entenda a sua nota no Enem

Leia a Nota Técnica sobre a Teoria de Resposta ao Item

Confira os gabaritos e Cadernos de Questões do Enem 2019